quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

O sabor da vida

Como um andejo
A procurar lampejo
No vento eu vejo
O gosto do beijo.


Ígor Andrade

____________________________________________________________________

9 comentários:

Camilla disse...

"No vento eu vejo
o gosto do beijo"

Nossa, amei essas figuras de linguagem.

Ver no vento o gosto do beijo... MEU DEUS! É... amei MESMO!

Camilla Andrade disse...

Te degustar com os olhos...
Nada melhor q isso....

Pavitra disse...


no vento ouço um alvoroço
o perdido eco de um beijo

Tata disse...

Concordo com a Camilla,

Degustar com os olhos, é fascinante!

bjinhos

Tainá :) disse...

Tão poético! Que lindo seu blog!
Obrigada pela visita. Adorei suas palavras, já te adicionei na minha lista.

Beijo carinhoso ;*

Aline Lima disse...

sobre a tua dança louca Caio Fernando Abreu (de quem gosto muito der lêr) diz sabiamente:

"Loucura, eu penso, é sempre um extremo de lucidez. Um limite insuportável."

Enfim, amei tua casinha de palavras!
Um abraço.

glória disse...

Amei o nome do blog, "fuga do intelecto", tenho às vezes a impressão que as palavras (da ciência) blindaram os corpos e travaram tantos sentidos! vou te visitar, quando em vez. bj

Fernando Rozano disse...

tuas criações e imagens são magníficas e brilhantes. meu abraço.

Pequena Poetiza disse...

a procura no nada
por nada ser nos atrai
ou por naum vermos que não é nada

o pouco naquele que falta encanta

bjos