sábado, 6 de dezembro de 2008

Leva-me

Pro tão logo enquanto
tempo esse que não finda
leva-me ainda.


Ígor Andrade

____________________________________________________________________

7 comentários:

Cosmunicando disse...

queria ter escrito isso =)

Pequena Poetiza disse...

eu não quero ir
eu insisto em ficar

flores e perfumes a ti

bjos

Pavitra disse...


leva e
como uma correnteza
tbm nos leva
para a sua poesia

Patrícia Lage disse...

Eu tô conjudando o verbo levar(-me)intransitivamente, sabe? Pois é.

Meu beijo, poeta.

Camilla Andrade disse...

Mais uma mega construção fabulosa, cujo alicerce, só vc sabe preparar.

Beijos todos- Meu poeta!

Vinícius Muniz disse...

seus poemas me deixam com vontade de cantar... muita vontade mesmo!

e eu tô de volta!!!

abração,

Vinícius.

BLOG - WWW._ESTACOES.BLOGGER.COM.BR

Lou disse...

Bela construção, Igor! Abçs