terça-feira, 16 de março de 2010

Crisis (meu impressionismo)

Hiperventilar
os dois olhos no teto
com o tato sem ar.



Ígor Andrade

_____________________________________________________________________

4 comentários:

Fabio Rocha disse...

Muito bom também! O poema, não a sensação, né? :) Tá melhor aí hoje, man?

Ígor Andrade disse...

Melhorando (tentando), mano!

Marliborges disse...

Ah, os poetas! Que seria de nós sem eles?
Ígor, dei uma passadinha aqui para agradecer tua visita e fiquei mais tempo do que pretendia, rsrsrs. Certamente voltarei. Vou ler teus poemas aos poucos...em doses homeopáticas, para potencializar o efeito, hehe! Os que li, embora rapidamente, me conquistaram.
Beijo grande.

Natália Nunes disse...

ótimo! haha :D