segunda-feira, 15 de março de 2010

Ao vento

Se o universo sempre me fez silencioso
e o espaço é todo este vazio que eu penso
num intervalo instantâneo de sempre e antes
o poema inacabável mais puro que escreverei
será o grito de liberdade que penso ter dentro.



Ígor Andrade

_____________________________________________________________________

Um comentário: