sábado, 25 de junho de 2011

XXX

"Há vermes no ventre assim como primaveras na floresta." (C. S. Lewis)

Depois dos trinta
nada mudou
nem o amor
nem o pavor
de ser só.

Depois dos trinta
qualquer traço é abraço
e de qualquer laço eu faço
um verdadeiro nó.



Ígor Andrade

_________________________________________________________________

2 comentários:

Marcelino disse...

Gosto dessas rimas em meio de verso, elas dão uma sonoridade legal ao poema. Parabéns.

Lara Amaral disse...

Belo, meu caro! =)

Bom fim de semana.