sábado, 24 de julho de 2010

A leveza é rápida

Hoje
nada a dizer
tudo a sentir
hoje
apenas o pouco que é muito
a incompreensão do mundo
(que não me interessa)
hoje
como se nada fosse o que a gente quer
(e não é)
hoje
tão hoje
que por um momento
esqueço quem fui
hoje.



Ígor Andrade

_________________________________________________________________

2 comentários:

Fabio Rocha disse...

Nossa, bonito demais, meu amigo!!

Lara Amaral disse...

Por hoje eu precisar ser assim também, tive de me deixar surrealista na poesia. Olhe lá depois.

Beijo.