quarta-feira, 21 de julho de 2010

Diáfano

De que é feito este dia?
De qualquer imaginação
e pura existência
eu diria
ou da beleza
de tudo
que ainda não vi
(nem vivi).

Abrir os olhos neste dia
que é como os outros
mas diferente
é querer mais
(verso que move o poeta...)
porque hoje
(assim como sempre?)
bendito dia o sou
em plenitude
desde o azul que me deslumbra
até o sonho branco que busco
mesmo ainda sem o saber.



Ígor Andrade

_________________________________________________________________

3 comentários:

Fabio Rocha disse...

Cara, vamos pra luz! :)

Chega de trevas!!

Abraços

Ana Claudia disse...

Isso de fato é querer mais! :-)

Marcio Nicolau disse...

Igor, que interessante tua escrita!
Passo a te seguir e convido a conhecer o meu blog:

www.espacointertextual.blogspot.com