terça-feira, 6 de julho de 2010

Alvorada

Para os que dormem
ela não é nada.
Para os meus olhos
ela é tudo.



Ígor Andrade

__________________________________________________________________

5 comentários:

Cristiane disse...

Faço das suas, as minhas palavras, meu amigo Poeta!

Angélica Lins disse...

Acordado está teus olhos para o amor.

Muito bom!

REAVF disse...

Alvorada, antes vc do mais nada!

Boa!

Adriana Godoy disse...

Lembrei de Leminsk: "A noite enorme
Tudo dorme
Menos o seu nome"

Bonito, Igor. bj

S.L. disse...

Até quando não há nada aparente, vc faz do momento, um presente. Vc é lindo, meu amigo. Beijo.