segunda-feira, 26 de julho de 2010

A cor levemente

Para o amigo
Fabio Rocha.

Sim!
Osho é uma ostra
de um oceano perdido
que só vi quando criança.

Acho Osho
quando ouço
o meu ohar
interior-essencial.



Ígor Andrade

_________________________________________________________________

4 comentários:

Ana Claudia disse...

As palavras de Osho me fazem pensar naquela gota que volta ao oceano.

HSLO disse...

boa descrição.


abraços

Fabio Rocha disse...

Na hora em que eu precisava silenciar minha estupidez, mano. Obrigado.

Ígor Andrade disse...

Por que silenciar sua estupidez, mano?