quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Inópia

Amanhece a ansiedade
inquietando o juízo
que ainda me resta
em horas longas
de datas poucas
sem qualquer moral
no princípio do fim
desta manhã de outro.



Ígor Andrade

___________________________________________________________________

7 comentários:

Fabio Rocha disse...

Mano, que houve aí? Tô no MSN, se precisar... Abraços

Sarah' disse...

ansiedade é o verdadeiro lamento que eu trato de cuidar a cada instante..

Natália Nunes disse...

= insônia.

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG




CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...


AFECTUOSAMENTE:
FUGA DO INTELECTO


OS DESEO FELIZ AÑO NUEVO 2010 Y ESPERO SEA DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CABALLO, LA CONQUISTA DE AMERICA CRISOL Y EL DE CREPUSCULO.

José
ramón...

S.L. disse...

As horas sempre são longos e quando se vê, os dias já foram. Beijo grande.

Danilo de Abreu Lima disse...

igor,
tô aqui na cola, te lendo e sempre me surpreendendo com sua consisão e precisão cirúrgica- ao falar dos males que nos atacam: de dia, de noite, nos atracamos com a solidão e o desespero, que também são foprmas de se reagir à dor e à alegria de estar vivo e sewntir: tudo ao mesmo tempo, agora.
abraços, mano!

Daniel Senos disse...

um dos grandes males do homem...
Belo texto!

Daniel Senos (http://montanhavazia.zip.net)