sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Minhas sete vidas

Na casa branca
no meio do escuro
escrevo, em cima do muro.



Ígor Andrade

_____________________________________________________________________

4 comentários:

Fabio Rocha disse...

Você segue afiado... :)

Abração

Natália Nunes disse...

é, o fábio tem razão: afiado :D

HSLO disse...

É a primeira vez que passo por aqui e confesso que gostei muito...super show suas reflexões. Voltarei outras vezes.

abraços


Hugo

AL-Chaer disse...

Muito bom este poema.

AL-Braços
AL-Chaer