segunda-feira, 1 de junho de 2009

Ma belle inconnue

Minha bela
desconhecida.
Conheci algo
que não é meu.

O que era belo
e adormecido
nasceu dela
e feneceu.



Ígor Andrade

___________________________________________________________________

12 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Bonito. Simples, ingênuo...

Lilianne Mirian' disse...

Liindo!! e Certo..
Direito
Ameii

beiijo'

Lou disse...

Gostei!

Bea - Compulsão Diária disse...

muito bom.
gostei

S.L. disse...

O belo desconhecido...
A palavra adormecida...
Que acorda em doces acordes, seus!

Lindo amigo!!

Beijo!!

Cosmunicando disse...

que lindo ;-)

nina rizzi disse...

gosto da diretividade objetiva. eu não sei fazer isso :s

belo e lirico. beijo :)

Clarinha disse...

Singelo...

Larissa disse...

Lindo. Simples e cheio de verdade. :)

Adriana Godoy disse...

Que coisa mais gostosa. Me lembrei da bela da tarde. Bj

PAULO MIRANDA (A Folha) disse...

E uma figura que vive na alma
Adorei meu amigo

Pan y vino disse...

Adormecido no poeta, mas nascido em sua musa:muito bonito, é o reflexo dos sentimentos que estão num e noutro.