sexta-feira, 19 de junho de 2009

Chão

Pedaço do eu
no meio do chão
que seca no seco
que cega razão.

Chão.

Pedaço que piso
no meio do não
que é quase tudo
coração na mão.


Ígor Andrade

___________________________________________________________________

6 comentários:

Priscila Lisboa disse...

Olá Igor

Mesmo com o coração na mão,escreveu como ninguém sobre o seu chão...

Deixo meu olá

nina rizzi disse...

uau! e eu aqui.. com seu poema na boca...

Adriana Godoy disse...

Eta...que chaõ, heim?? Bj

S.L. disse...

Muito pensei sobre. Palavras sedimentadas como o chão. Meu caro amigo, saudades.

Lilianne Mirian' disse...

é disso que tô precisando
De CHÃO'
Lindo'

Beiijo'

Camilla Andrade disse...

Chão q pisas...
Em passos seguros..
Seguramente te digo.
Que tua base sou eu quem abrigo!