quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Às sete

Todos acordam.
Todos saem.
Todos sou eu
querendo ficar
dormir
e ser outro.



Ígor Andrade

_________________________________________________________________

3 comentários:

Mai disse...

Então eu leio e meus olhos sorriem.
Esta é uma ode à preguiça.

Muito Bom!

Beijos, Igor

Nadine Granad disse...

Deu nó em nós... ;)

Adorei!

Beijos =)

Diougnes disse...

Muito bacana...