domingo, 26 de setembro de 2010

Noite de vidro

Noite de vidro
rígida e transparente
aos olhos.
Onde fito o inalcançável
sentindo frio
e fome
e falta
de não sei o quê.

A noite é de vidro
e eu me quebro
numa saudade
do que existe perto
e eu não toco
(tocar o céu inimaginável
é o que quero).

A noite é de vidro
e me sinto ignorante
perante a vida.
Tudo está tão claro
e não entendo
essa escuridão.



Ígor Andrade

_________________________________________________________________

Um comentário:

HSLO disse...

eu amo a noite.

abraços
de luz e paz