terça-feira, 17 de março de 2009

Poderia não ter dito isso

Tristeza não é ser só
porque a poesia me acompanha
e me faz livre.

Tristeza não é ser esquecido
ou não ser lido
não ser sentido.

Tristeza é escrever
para uma pessoa
que não se importa.



Ígor Andrade

___________________________________________________________________

9 comentários:

Camilla Andrade disse...

Se não houvesse importância..
Não haveria presença.

S.L. disse...

Ainda que aquela pessoa, não se importe, sempre há outra. E outra. Nesse mundo de palavras, tudo é tristeza. E alegria. De ter alguém que se importe.
Estou aqui, meu amigo. Beijo meu.

Compulsão Diária disse...

PODERIA>>>>E DISSE
TODO POETA NO ATO DA ESCRITA È
SÒ E SEM CONTROLE DE QUEM O LÊ

S.L. disse...

A poesia o faz livre para voar em muitos horizontes, até no seu próprio destino. Alegria e tristeza sempre o acompanharão, mas algo não deve ser esquecido: há sempre alguém que se importa. Estou aqui, meu amigo. Meu beijo.

Pan y vino disse...

Mais: tristeza, em nosso caso, é não escrever: tudo fica cinza e chato, dá prisão de ventre e mal-humor. Só a escrita ( e a leitura ) nos redime e anima.

glória disse...

tristeza é não poder escrever poemas tão lindos quanto os seus. quando o amor ameaça escorrer, eu fecho os olhos, mesmo abertos, e penso: a escrita nunca me deixará e nem eu a ela. os leitores de alma encharcada de poesia nos guardarão com seus olhos amorosos. você deveria ter dito sim o que disse, ela que não escutou.

tuas palavras foram tão lindas no "linhas" que me deixou cheia de ternuras.

bjs

Clarinha disse...

Como é possível? Não há imunidade em contato com sua poesia, ela atinge, penetra...

Deise Anne disse...

Eu, sei o que é sentir isso...

Patrícia Lage disse...

O poeta escreve para o outro que, verdadeiramente, está dentro dele. Entende? Entende. E aí, não há como não ser lido.

Meu beijo, poeta.