segunda-feira, 16 de março de 2009

Criação

Eu inventei uma pessoa.
Essa pessoa inventou uma história.
Essa história inventou um fim.
Esse fim inventou um novo começo.
E esse novo começo inventou
outra pessoa
com outra história
que me inventou sem fim.



Ígor Andrade

____________________________________________________________________

2 comentários:

glória disse...

a tua história inventou uma vontade

essa vontade des-inventou uma pessoa

essa pessoa inventou um amor imortal

eu invento um amor em movimento

partido

feito iceberg no mar sem fim

é que você Igor, com seus poemas desejantes e belos, me mobiliza a vontade criar em cumplicidade.

S.L. disse...

Numa invenção de criação, inventamos um mundo novo, cheio de novos momentos, novas pessoas, novos amores. Invente sempre para que jamais chegue o fim. Beijo meu.