quinta-feira, 26 de março de 2009

Mergulho

Em tudo que é raso
me afogo.
A superfície é muito mentirosa.

Em tudo que é profundo
me afago.
O útero é o mais vivo pensamento.



Ígor Andrade

_____________________________________________________________________

15 comentários:

S.L. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Lou disse...

E um "útero", pelo que sinto, inspira os seus belos versos!

Abraços,
Lou

Obs: tem um “mimo” para você no Nudez Poética.

Cosmunicando disse...

nooooooooossinhora, Ígor! que coisa mais linda...

abração poeta

Adriana disse...

Cheguei agora, depois de uma noite de trabalho e cerveja e me deparei com esse poema maravilhoso na superfície e no profundo. Lindo. Bj

nina rizzi disse...

NUOUSSAAAAAAAA... aprovado, re-querido, re-visitado. expropriado!

ลndreia disse...

"No mergulho de regresso que nos trazem de volta até nós!" *

Pan y vino disse...

Muito bonito, mesmo!

fred disse...

Ígor,
Passei para agradecer a visita e comentário no meu blog, mas devo registrar que gostei muito do seu e dos seus poemas.
Grande abraço.

Compulsão Diária disse...

Igor, vc tem o poeder da concisão lírica. Extravagância poética que me deixa perdida.
Eu na minha verborragia invejo vc de tanta admiração.
Linda fuga!

☆ Sandra C. disse...

rápido e profundo.
gosto dos teus textos.
esse então..
o melhor da leitura é a identificação que temos.

Rosa disse...

Texto sublime!
Está de parabéns

Márlia disse...

A superfície não nos mata..
a profundidade pede muito mais.
Pede cordão de interligação, fôlego, líquido aminiótico, nove meses, fecundação e adeus o contexto anterior.

A profundidade nos mata, pede que entendamos o adeus.

Bom vir aqui, serei sua seguidora.

Elis Zampieri disse...

Oi Igor, passando pra conhecer... Belo poema, belo espaço.

Deise Anne disse...

mundo vasto como o oceano que minha vista não alcança o fim e raso como um pires que a para a xícara do meu café matinal... e ainda há tanto para descobrir...

muito inspirador!

Abração, Ígor.

Fabio Rocha disse...

Sucinto, preciso e psicanalítico esse... ;)