sábado, 7 de agosto de 2010

Do contra

Sábado à noite.
Sábado é noite.
Sábado sou noite.

Fico em casa
(e crio asa)
porque minha casa
é melhor que qualquer lugar.

Estou cheio
e me sinto estranho.
Estômago liquidifcando um sonho.

Não, não vou sair.
Vou deitar.
Sou o sábado à noite
e aqui é meu lugar.



Ígor Andrade

_________________________________________________________________

Um comentário:

Lara Amaral disse...

Vc tbm é minha companhia
assim
nas noites em que todos saem
e escrevemos.