quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Clarice em mim

Há um espaço
entre mim e eu
e eu não sei ser
entre tudo isso.

Há uma discordância
real e necessária
que movimenta e paralisa.

Nem tudo é haver.
Nem mesmo o que vejo, há.

Há algo que devo fazer
antes que termine o dia
ou este poema
ou eu.
Mas o quê?



Ígor Andrade

_________________________________________________________________

7 comentários:

Marcio Nicolau disse...

Igor: ambos, você e o poema são um só, no meu entender.

Ígor Andrade disse...

E...?

Cosmunicando disse...

mas o quê?
eu também não sei.
há sempre esse espaço, você conseguiu dar forma.
bjs

Ana Claudia disse...

é a entrelinha...

Marcelino disse...

Ainda bem que vc escreveu antes de terminado o dia.

Renata Bezerra disse...

Ígor...

Isso que eu e tu estamos fazendo agora... É parte do processo de "fazer-nos". E o dia em que tu achares a resposta, como vai ser?
Acho que tá no caminho certo, amigo. Perguntando, duvidando...

:)

Nadine Granad disse...

Aaaaaaaa amo Clarice e seu existencialismo!

Obrigada pela poesia nossa de cada dia, Sir Igor filosofal ;)
... Só sei que gostei!
Beijos =)