terça-feira, 12 de maio de 2009

Despedida


Perdi tanta coisa
por deixar a porta aberta
mas existe uma janela
entre tudo
e uma descoberta.

A partir de hoje
no ontem que some
deixei de ser gente
deixei de ser homem
me tornei um poeta.



Ígor Andrade

___________________________________________________________________

19 comentários:

Cosmunicando disse...

ah, você já é poeta há algum tempo... meu caro.

daquela espécie de gente rara, que observa e depois traduz em beleza.

abraço, Ígor =)

Pequena Poetiza disse...

poeta sempre foste
mas se assumir como tal já não sei
enfim...
deixe ao menos frestras na porta e na janela
não as feche por completo

é sempre bom (re)descobrir coisas.

beijos

Fabio Rocha disse...

Demaaaaais! As janelas e portas são ótimos temas, não? :) Abraços

Raissa Santiago disse...

Deixar de ser você,pra encontrar em vc mesmo o poeta que existe e deixa se exalar essas poesias lindas.
Parabéns...
"Perdemos sempre,não só quando deixamos a porta aberta,mas quando também trancamos algo lá dentro!"

Raissa
\°/
Bj

Adriana Godoy disse...

Ainda bem!! beijo.

PAULO MIRANDA (A Folha) disse...

E da simplicidade tu faz poesia meu amigo.

Compulsão Diária disse...

Ah, mas isso sabemos.
Vc descobriu! Muito bom. muito bem, homem poeta

Andreluca disse...

E você é um grande poeta! Você conseguir traduzir em palavras o que a realidade vacila ao nos mostrar.
Abraço e continuadas invenções....

Vinny disse...

sorte a nossa que você se descobriu como poeta =D

nina rizzi disse...

aê-ê, conquistou o que todo mundo já ha-via tido, fióte, a mê tem razão, faz tempos-tempos :)

a primeira estrofe é incrível. acho que comum a todos seres. poeta é isso, bota em palavras o comum. cosmunica :)

beijo.

Pan y vino disse...

A janela é o salto que fazes para o lírico: observa que ela se localiza entre o tudo e a descoberta , entre o conhecido e o novo; é a janela que nos resgata ( MAS) do sério (Tanta coisa) e das responsabilidades ( Por deixar a porta aberta)

S.L. disse...

Porta fechada, janela aberta...
Movimentos no som de um poeta.
O que se perdeu, volta
Entrando pela mesma porta.

Saudades amigo! Um beijo.

Philip Rangel disse...

Poeta apaixonado hein Igor......


abraçao

Patrícia Lage disse...

Sim, um poeta.

O mestrado está exigindo demais de mim. E eu acho que tô correspondendo mergulhando de cabeça numas questões quase existencias que ele está despertando em mim. Algumas datas já foram marcadas e eu tô trabalhando para cumprí-las. No fim do ano tudo termina, ou eu entro em intervalo.

Outro abração pra você.

Click disse...

Mas que belo arrepio encontrar este espaço! Simples, sereno, parece um garoto brincando com terra.

Suzane disse...

sempre acho as janelas mais inspiradoras do que as portas...

e o que se perde pela porta é só o liberar contínuo para que chegue, pela janela, os novos ares.

salve o poeta, pois por assim ser é mais gente e mais homem.

bjs

wans. disse...

senti presença forte nas tuas palavras! vou te adcionar! ;}

Laura Bourdiel disse...

Deixe o mundo te levar meu caro amigo e poeta!

¡besitos!

Adrianna Coelho disse...


e o poeta trasncende!