domingo, 23 de novembro de 2008

Como se fosse a primeira vez

Nas arestas da tarde desse domingo
até os cães nas ruas se encontram
sem encontros e ponto de equilíbrio
eu me deixo dourar as recordações
nos raios fortes em grama verde
e inerte, volto para a casa inanimada
só.


Ígor Andrade

____________________________________________________________________

3 comentários:

Tata disse...

Oi Ígor,

Putz, em termos de fim de semana acho que empatamos...KKKK
Voltamos para casa com recordações perdidos e sós! hahahaha

Fazer o quê?

Mais um poema dos seus lindos como sempre!

Beijinhos

S.L. disse...

Ver-se na ausencia de encontros é comum. Vivemos de lembraças e de esperas. Espero o encontro.
Beijo meu.

Barbarella disse...

Mas gente, cadê a companheira?

a propósito o Barbarella tem post novo falando exatamente sobre o amor..

abrços