domingo, 22 de junho de 2008

Sentimento Incompleto

Vai embora
loucamente tranquila
luta e não admira
a interioridade demente.

Deixa fora
que o corpo suspira
nasce carinho da ira
íntima saudade doente.


Ígor Andrade

__________________________________________________________________

3 comentários:

Patrícia Lage disse...

Que lindo!
Me lembrou Leminski:

"Amor, então,
também acaba?
Não, que eu saiba.
O que eu sei
é que se transforma
numa matéria-prima
que a vida se encarrega
de transformar em raiva.
Ou em rima."

Ando com isso.
Meu beijo.

Patrícia Lage disse...

Também gosto, Ígor. Acho fantástica essa simplicidade na poesia dele, embolada de razão e emoção; na mesma hora que nos faz sorrir de satisfação, nos esfrega na cara uma verdade quase absoluta.
:)

Patrícia Lage disse...

Eu não gosto muito das comparações não, mas às vezes é inevitável nos remeter a algo já dito, já escrito.
Seus poemas são muito bons sim! Nessa lembrança leminskiana... :)

Te linkei, assim será lido sempre!