sábado, 15 de janeiro de 2011

E agora, irmão?

Para meu irmão Thiago Andrade.

E agora, irmão?
Qual o próximo passo?
Devo lhe dizer o que penso
e você esquece o que faço.

(Somos diferentes demais.
Somos parecidos demais.
Somos o mesmo
cansaço.)

Se você passar por essa
eu prometo
eu também passo.

Então levanta-te
me dê sua mão
que te dou um abraço.

Irmão mais velho é pra isso.
Eu caio por você
e nos escombros, eu disfarço.

Eu sou seu escudo.
Lembra?
E por ti, mudo o mundo.
Apertemos o laço.

Prefiro sofrer a te ver sofrer.
Prefiro morrer a te ver morrer.
E agora, irmão?
Qual o próximo passo?

Se está difícil de entender o amor,
eu explico;
o poeta é acostumado com dor
e hoje meu peito é de aço.



Ígor Andrade

_________________________________________________________________

4 comentários:

Lu Tostes disse...

Gostei muito Igor, muito mesmo. Sensível, singelo, belo.
Abraço. :)

Lu Tostes disse...

Que bom que tenha gostado, Ígor. Apareça sempre para nos visitar. :)

Andressa disse...

Perfeito para tentar descrever o amor entre irmãos.

Lara Amaral disse...

Nossa, lindo!