domingo, 31 de outubro de 2010

Celso

Eu não te conheço
e nunca te vi
mas me disseram
que você é um sujeito bom
um sujeito bom
de jeito calmo
um sujeito bom
tranquilo como o céu
deste fim de tarde
(Céuso).

Não sei porque este poema é seu
mas hoje me deu
uma vontade de ser Celso também
(carregar uma dor que não é minha
faz o entendimento do poema).
Uma vontade
de ter família
de ter cachorro
de ser médico
de ter graça.

De cuidar dos outros e esquecer de si.
De ver graça no sorriso alheio.
(Você sabe disso!)

É, Celso...
a graça da vida
não está na cura
está na superação.

Super ação
é acordar todo dia
querendo viver
querendo ver
a mulher sorrindo
os filhos crescendo
e no silêncio interior
perceber nosso eu
o eu grande
satisfeito com tudo agora
sem esperar o amanhã.

O amanhã
é a manhã
de sempre
de nascimento.

O amanhã é
e tem de ser
agora.

Celso, eu não te conheço
e nunca te vi
mas me disseram
que você é um sujeito bom
um sujeito bom.



Ígor Andrade

_________________________________________________________________

6 comentários:

Angélica Lins disse...

"Super ação
é acordar todo dia
querendo viver"

:)

Luiz Guilherme Libório Alves disse...

Lindo, irmão.

Cristiane disse...

Eu gosto de viajar nas suas poesias, como gostava nas do poeta Fábio R. Acho que tu tens o DOM!E quem tem, não precisa ser outro. Basta ser você, AGORA! Tu és mt...tu que não descobriste ainda...

( se não quiser aceitar, te entendo).

Ígor Andrade disse...

A vida é (se) descobrir, minha amiga zen.
Você não gosta mais do Fabio Rocha?
Eu aceito seus comentários sempre, Cris.
Abraço!

Cristiane disse...

Formspring??Rs
Quer a resposta por email ou depoimento?? Eu gosto de pessoas condizentes com o que pregam, com o que escrevem...pra mim, a poesia diz mt sobre a pessoa, ou não? E não me venha falar do "eu-lírico"! ahahah

Ígor Andrade disse...

O que tem o formspring, Cris?
Responda onde preferir, "Cris Buda". rs
Abraço!