quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Desista você

Até que tudo pare
ou acabe
eu não caibo
e não paro
em mim.

Sou nós
em movimento
incansável indiscutível iminente inconstante
nesta estrada invisível e sofrida.



Ígor Andrade

___________________________________________________________________

Um comentário:

nina rizzi disse...

bonito, igor. pro(meu)fundo.
beijo.