segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Saara

O domingo ontem
tinha o céu aberto.
O meu peito hoje
tem calor deserto.
O domingo e a hora longe.
A segunda e o agora perto.
Amanhã não será como antes;
qualquer errado se torna certo.



Ígor Andrade

__________________________________________________________________

5 comentários:

Marcelo Mayer disse...

caberia mais numa sexta-feira

Danilo MM disse...

O dia pode ser alguma especia de eternidade.

Webert Gomes disse...

Sua escrita tem algo de antagônico que me escapa, mas reflete. A objetividade que chega ao fim, mas que acaba nos levando de volta a um começo que não existiu. Multidimensional (é assim que a vida deve ser, não? Rsrs).

Belíssimo poema.

Abs!

Keylla Bins disse...

Cara...como é bom conhecer esse blog. Sempre algo a refletir, sempre uma proposta sensível sobre tudo.

Vieira Calado disse...

Pequenos poema

a reflectir

sobre

as (muitas) coisas da vida!

Um abraço