sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Chove (04:44)

Este céu preso
não chora mais que eu
livre.



Ígor Andrade

_____________________________________________________________________

6 comentários:

Cris de Souza disse...

Asas pra quem te quer !

Fabio Rocha disse...

Beleza de reciclagem do céi que chorou o que não chorei um dia. :) Abração

S.L. disse...

Lágrimas nem tão tristes, mas que entrega a alma. Saudade amigo. Um beijo.

André disse...

ei...tu sabe que esses poetas todos usam drogas pra escreverem suas poesias!! e qual é a tua droga?

Ígor Andrade disse...

Qual a finalidade desse comentário? rs

Marcelino disse...

O jogo antitético(preso/livre)casou perfeitamente com a imagem de um ceu e de um home nublados. Parabéns!