segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Na cobertura

No topo
sem telha
eu topo
na velha
mania de
achar que...


Ígor Andrade

____________________________________________________________________

11 comentários:

mundo azul disse...

???

Não consegui imaginar o final...

Beijos de luz e o meu carinho!!!

Zinha :) disse...

EIUHEIHUEIUHIEIO,

sábado ficou na memória e no arquivo do blogger.

O sexo está lhe inspirando muito. \maisa

Beeijos!

Zinha :) disse...

... nada sei.

_

Suas palavras fazem minha imaginação voar, sempre.

Diego! disse...

"Achar..."

Nunca é bom achar nada...o bom é ter certezas.

até...

Talles Borges e Borges Moreira disse...

No topo sem telha
Otimo
Muito bom o poema
Jah tem um livro jah?
Abraços!

' arcano disse...

Voce me faz ler e reler :D

Bianca Feijó disse...

Achar que...queremos a continuidade!

BRAVOOOO!

B.E.I.J.O.S

Bruno disse...

Tentei escrever poesia quando tava bêbado.... sairam umas coisas, mas nunca acho bom.
As tuas são ótimas!
Abraço!

Tata disse...

"....Que o visual aqui de cima do topo é sempre mais bonito, a noite é mais clara,o céu mais estrelado e que vale a pena tropeçar nessa velha mania...!

Oi, Amei isso....
Da continuidade do texto!
Aliás parabéns teu blog é ótimo!
Virei mais vezes aqui!
bjim

blurred disse...

é giro o poder q tens em nos fazer imaginar variadas coisas para um final... mas aposto q a tua ideia como final á a melhor ;)

Déa Paulino disse...

Às vezes é bom olhar pra baixo antes de decidir...