terça-feira, 29 de abril de 2008

Sonho teu

Suicido-me em folha branca
conto o sonho de folhas secas
nasce um fantasma de uma praça
no tempo frio que tudo embaça
me venta as formas de um vestido
me sopra no quadro as letras.


Ígor Andrade

________________________________________________________

5 comentários:

Camilla Andrade Fernandes disse...

"O vento, por dentro dos poros...me impulsiona a chegar logo no meu "tablado".Sem ele, meus pés perderiam a firmeza...e minha alma seria levada; rumo ao nada."

Sonho meu, realidade nossa.
Sempre perfeito amor..e eu cada x mais sem palavras....lindo..amo..sempre.

Rejane Oliveira disse...

Perfeito, rápido, porém profundo. Adoro seu estilo.

Atualizei o meu ontem também, fiz uma poema profundo também.

Bjos

SL disse...

Uma coisa eh querer, outra coisa tambem.

CATARINA POETA disse...

O dom poético é algo supremo que privilegia alguns iluminados como você.
Belos poemas. Adorei!
Catarina Poeta

Si disse...

O vento chegou aqui.

Lindo, lindo, lindo, moço.