domingo, 18 de março de 2012

"Pintando para ver os céus"



Portões da madrugada
abertos.
Gatos espertos
procriam nos telhados.
Perto da lua 
esse cobertor das palavras.
Tudo escuro
antes de ser claro.
Declaro meu amor pela poesia.
Vivo cada dia
antes de cada noite.
O açoite do tempo
não perdoa aleijados.
Somos todos adoentados
e nunca entenderemos o que é a cura.
Alma pura 
tem minha pequena cachorra
que "batizei" de Yoko.




Ígor Andrade

__________________________________________________________________________________

2 comentários:

Rafaela disse...

(Nossa Yokinha!)

...pureza equivalente a do amor que sinto por você!

Ígor Andrade disse...

Nossa Yokinha!