quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Linfa

Dia aquoso
que escorre lentamente
seiva sem graça e sem gosto
numa selva concreta
de espera das coisas que não acontecem.

Dia besta
que parece outros
dias ou noites
tudo numa tarde
que não tem pressa
nem sorrisos
e nem sorrir.

Dia triste
que insiste
em me abrir os olhos
pois ando desejando coisas demais
e isso não é felicidade.



Ígor Andrade

___________________________________________________________________

3 comentários:

Pan y vino disse...

Um dia que escorre, um dia besta, um dia triste.Ainda bem que eles existem, para dar vazão a textos tão bonitos quanto este. Está lindo mas eu queria ler coisas mais risonhas neste blog. Tenta, vai, faz um esforço de Hércules, vc merece um sorriso, virtual que seja!

Adriana Godoy disse...

Eta, grande sabedoria, um ótimo poema. beijo.

Lilianne Mirian' disse...

últimamente tava vivendo esses dias
nada de interessante..
Tudo igual
Mas to melhorandoO

BeiijOO'