domingo, 23 de fevereiro de 2014

A causa da casa


A rua
quer calar
o que sinto
mas o que sinto
não quer encontrar
a rua...


Ígor Andrade

______________________________________________________________________________

Agnosticismo alheio


O domingo
é a única oração
que sei fazer.

Não peço nada
ganho pouco
e acredito cada vez menos
nos deuses dos outros.


Ígor Andrade

_______________________________________________________________________________

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Survivor


Sempre que acordo
lembro que não devo viver
a vida dos outros
e penso em esquecer a morte
que é minha.

Isso deve ser uma coisa boa.
Deveria.

Nada nesse mundo
me interessa mais
que a sobrevivência.


Ígor Andrade

_____________________________________________________________________________

A (g)rua


Os muros da madrugada
sabem de nós
mas calam.

É difícil viver sem olhos.


Ígor Andrade

________________________________________________________________________________

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Moleza na alma


O vazio firme
é uma linha reta
que entorta
o homem mais duro.


Ígor Andrade

________________________________________________________________________________

O sol não veio


A solidão não te mata
nem te fortalece.
A solidão apenas te vence.
Só te vence.

E nem é uma questão de perder
algo ou alguém.
A vida se resume
na incompetência
de nunca estar completo.

Um dia você acorda no meio de uma noite fria e chuvosa
e percebe
que passa metade da vida sozinho
e a outra metade querendo ficar sozinho.
Isso pode ser triste.


Ígor Andrade

______________________________________________________________________________

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Homemade


A cama
é um equívoco
que te aceita
mas não te faz sonhar.

Para todo poeta,
dormir
pode ser um crime.


Ígor Andrade

________________________________________________________________________________

Um poema de hoje cedo


Amanhecer parece um erro.
A noite acaba
e eu me resto.
Toco o dia
com um olhar cansado.
Não me testo
o suficiente.

Nunca me sinto presente.

O futuro é uma rocha
de passado doente
que eu preciso lapidar
com as mãos.
E isso dói.


Ígor Andrade

______________________________________________________________________________

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Termine o poema você


A verdade está
numa tarde nublada
em que pouco se diz
e tudo se sente.

O café doce
é minha semente
e não espero nada da noite...


Ígor Andrade

_______________________________________________________________________________

Poema de criança


A palavra
é meu brinquedo.
Sinto ódio
e sinto medo.
Não tenho modos
e posso sentir paz
em não brincar.

O mundo soluça as horas
mas agora silencio a fome.
A palavra tem outro nome
quando não sei o que pensar.


Ígor Andrade

_______________________________________________________________________________

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Não mais


Não quero só a beleza.
Não quero a beleza
                    da identidade.


Ígor Andrade

______________________________________________________________________________

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Decifre


Quem sabe
o que sonha
não sente
o que cala.

Quem sente
também apanha
e não sabe
o que fala.


Ígor Andrade

________________________________________________________________________________

Hércules de bolso vazio


Me canso com qualquer coisa.
Me canso de qualquer coisa.
E qualquer coisa é sempre o mesmo cansaço.

Forte como um touro.
Frio como o aço.
Não penso.
Eu paro.
E passo.

Cansei disso também.

Me sinto um pobre diabo
que nunca vai aonde quer
e quem eu quero nunca vem.

Ninguém tem
um cansaço desse.


Ígor Andrade

______________________________________________________________________________

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Ponto


O ideal
de ser
é não estar.


Ígor Andrade

________________________________________________________________________________

Desvario


A tarde é quente
e eu sou frio
me afoguei no rio
porque sou demente.

O cão que sente
a vida por um fio
desconhece o brio
da solitária serpente.


Ígor Andrade

________________________________________________________________________________

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Irmão do meu irmão


Para o amigo Daniel Maia.


Todo homem é livre.
Mas todo homem se prende.
O homem é um bicho
que fala, anda e não aprende
a conquistar o insuportável.

Aliás tudo parece inexpugnável
quando não se sabe o que procurar.

Devemos caminhar.
Nunca correr.
E socorrer é preciso.
Evoluir do dispensável ao indeciso
e entender toda solidão.

Homo sapiens que vive em vão
não alcança a plenitude de espírito.

O âmago do ser
de não ser empírico
é a superfície que nos completa.

Eu poderia ser advogado.
Você poderia ser poeta.
Toda vida é uma condenação de existir no passado.


Ígor Andrade

______________________________________________________________________________

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Fênix do Nordeste


O que é mito?
O que é monstro?
O que eu mostro?
O que eu minto?


Ígor Andrade

________________________________________________________________________________

Necessity


My house
is
my cause.


Ígor Andrade

________________________________________________________________________________