quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Sala de (não-) estar


O retrato da sala me cala.

Tanta coisa que deveria ser.
Tantos quantos em mundos poucos.

O indiscutível "não somos"!

O que nunca teremos...

Mundo nenhum deveria fotografar momentos inesquecíveis.

Fica proibido desde já
o sofá nesta posição.


Ígor Andrade

____________________________________________________________________________

Nenhum comentário: