terça-feira, 25 de novembro de 2014

Por que converso com minha cachorra?


O que querem de mim as pessoas que não conheço?
O que esperam os outros do meu silêncio?
O que significa de fato a saudade?
Quem eu conheço de verdade?
Quanto vale trinta e três anos de idade?
Quem sabe mais da vida que as esquinas?
O que é caminhar sem rumo?
Por que dormir é bom se existe pesadelo?


Ígor Andrade

_____________________________________________________________________________

2 comentários:

Fabio Rocha disse...

Em todo poema seu que leio, a mente se lê e se repete: "Ele deveria tentar meditar." :)

Abração enorme

Ígor Andrade disse...

Irmão, já tentei... e acho que consegui por um tempinho, mas faltou disciplina.

Abraço!