sábado, 15 de fevereiro de 2014

Poema de criança


A palavra
é meu brinquedo.
Sinto ódio
e sinto medo.
Não tenho modos
e posso sentir paz
em não brincar.

O mundo soluça as horas
mas agora silencio a fome.
A palavra tem outro nome
quando não sei o que pensar.


Ígor Andrade

_______________________________________________________________________________

Um comentário:

Marcelino disse...

E tu brincas com ela, a palavra, de forma madura. Belos textos tens nos trazido, poeta.