quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Hércules de bolso vazio


Me canso com qualquer coisa.
Me canso de qualquer coisa.
E qualquer coisa é sempre o mesmo cansaço.

Forte como um touro.
Frio como o aço.
Não penso.
Eu paro.
E passo.

Cansei disso também.

Me sinto um pobre diabo
que nunca vai aonde quer
e quem eu quero nunca vem.

Ninguém tem
um cansaço desse.


Ígor Andrade

______________________________________________________________________________

Nenhum comentário: