terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Um poema de hoje cedo


Amanhece.
Anoiteço.
Ela esquece.
Eu esqueço.
A cor aquece
a dor do berço.
Amadurece
o que adormeço.


Ígor Andrade

________________________________________________________________________________

Nenhum comentário: