segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Estóico talvez


Hoje não queria acordar, mas acordei.
Hoje não queria levantar, mas levantei.
Hoje não queria caminhar, mas caminhei.
Hoje fiz tudo que não queria.
E tudo hoje não basta.

O suficiente na mão de poeta
não tem eficiência na realidade.


Ígor Andrade

__________________________________________________________________________________

2 comentários:

Ingrid disse...

para refletir..
Bom dia!
com tudo que a poesia nos dá..
boa semana..

Fabio Rocha disse...

Há um vácuo na vida de quem é poeta (complicador da existência). Estou tentando de novo osho e meditação pra ver se melhoro. :)

Abração, meu amigo